Blog Seupersonaltrainer.com.br Site Seupersonaltrainer.com.br

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Exercício físico sem alimentação adequada não garante os resultados desejados

Por Carolina Oliboni

Hoje, mais do que nunca, queimar gordura é o objetivo de um número cada vez maior de pessoas. Produtos, receitas ou dietas milagrosas estão em toda a parte, divulgados de forma maciça na mídia, uma vez que a obesidade ainda é crescente em nosso país e até mesmo quem não entra nesta classificação nutricional, busca a perda de peso.

O fato é que a chave para o sucesso em um programa de redução da gordura corporal, não está em nenhum produto ou suplemento milagroso, mas sim em uma alimentação adequada. Uma boa nutrição garante o funcionamento correto de todas as funções do organismo, em especial o aporte energético, a reconstrução e reparo dos tecidos, para a construção e manutenção do sistema esquelético e muscular, o que é essencial para os praticantes de atividade física.

A alimentação do indivíduo reflete seu estilo de vida. De forma geral, pode-se concluir que existem diferenças entre a alimentação de uma pessoa obesa ou com sobrepeso e de outra com mais massa muscular e baixo índice de gordura corporal. Entretanto, não será a alimentação de hoje ou de amanhã ou o uso de determinado suplemento que surtirá um ou outro efeito, e sim a alimentação como um todo, contínua, diária, durante semanas, meses e anos.

É muito importante esclarecer um conceito equivocado de perda de peso. Perder peso definitivamente não é igual a perder gordura. Aqueles mais impacientes, sem informação adequada, achando que quanto mais rápido melhor, buscam dietas radicais, através das quais ocorre uma redução de mais de 1 kg por semana. O que eles não sabem é que, a maior parte desta perda ponderal será certamente de líquidos e massa magra e não de gordura. Com menos massa magra, o metabolismo também é reduzido, o que diminui o gasto diário de calorias. Portanto, o exercício físico associado a um plano alimentar bem orientado, facilita a adesão à reeducação alimentar e garante maior sucesso na manutenção da massa magra e redução de gordura.

Para conseguir a diminuição da massa adiposa é necessário um balanço energético negativo, ou seja, gastar mais do que se ingere. Assim, os estoques de energia do organismo são consumidos para sustentar os processos metabólicos, o que leva à perda de peso.

Um grande engano é pensar que o exercício físico isoladamente irá queimar gordura. Isso só ocorreria se não houvesse alteração no total calórico consumido, ou seja, o indivíduo continuaria com a mesma alimentação e passaria a gastar mais calorias através da nova atividade física. No entanto, não é isso que acontece: estudos indicam que sem um controle nutricional, o indivíduo tende a realizar aumento do consumo de calorias de forma compensatória. Assim, o papel da atividade física como redutora de gordura corporal, somente é perceptível com intervenção nutricional. Além disso, um acompanhamento nutricional se faz necessário não somente para adequar o valor calórico diário ingerido, mas principalmente a qualidade da alimentação, que muitas vezes é deixada de lado por quem quer emagrecer, o que pode acarretar em prejuízos como fadiga, fraquezas, queda no rendimento etc.

Por este motivo, é muito comum observar pessoas acima do peso se exercitarem todos os dias e não conseguirem emagrecer. Certamente elas não têm um planejamento alimentar adequado, não foram orientadas como se alimentar antes e após os exercícios e ao longo de todo o seu dia. Sendo assim, não veem resultados e se sentem sem estímulo para continuar a praticar atividade física. Por este motivo, muitos abandonam a academia.

O mesmo vale para aqueles indivíduos que almejam o ganho de massa muscular. Não basta tomar o suplemento indicado pelo amigo da academia ou por profissionais não habilitados na área de nutrição. Se não houver planejamento alimentar e ingestão adequada de importantes macro nutrientes durante todo o dia e não apenas nos momentos pré e pós-treino, os resultados não são vistos.

Também vale ressaltar que os suplementos que prometem queimar gordura e acelerar o metabolismo, tão famosos e muito procurados hoje em dia, não trazem realmente um grande benefício em relação à mudança na composição corporal, sem uma alimentação adequada atuando em conjunto.

Diante disso, fica claro que um acompanhamento nutricional junto à prática regular de atividade física, é fundamental para que se alcancem os resultados desejados e, principalmente, para que o indivíduo se sinta motivado a manter sua rotina de exercícios e não entre para aquele grupo de pessoas que só frequentam a academia no verão, buscando resultados milagrosos.

Fonte: negociosfitness.com.br

Nenhum comentário:

Facebook SeuPersonal Twitter SeuPersonal RSS SeuPersonal Mundo Corrida