Blog Seupersonaltrainer.com.br Site Seupersonaltrainer.com.br

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Dieta x Exercícios físicos para perda de peso


Por Gretchen Reynolds (tradução Renata Souza, revisão Anderson Brandão)

Dois novos estudos abordam uma irritante questão: por que muitas pessoas se exercitam regularmente e continuam pesadas?

Sem dúvidas, essa é uma preocupação que carrega um interesse especial no momento, por causa dos magros atletas olímpicos que estão a deslizar pela água e pelo ar, inspirando inúmeros espectadores a ficarem igualmente esbeltos.

Em um mundo justo, a atividade física frequente deveria nos manter magros. Mas variados estudos tem mostrado que muitas pessoas ao iniciarem programas de exercícios perdem pouco ou nenhum peso. Algumas até ganham.

Para entender melhor o porquê, antropólogos que conduziram um desses novos estudos começaram com uma viagem de pesquisa na Tanzânia.  Lá, eles recrutaram voluntários da tribo Hadza, cujos membros ainda vivem da caça e da coleta.

Para as pessoas dessa tribo foi fornecido um curso intensivo em tecnologia de estudo de campo moderna, os pesquisadores os equiparam com unidades de GPS, para medir precisamente quantas milhas cada pessoa andava diariamente enquanto procurava por comida. Eles também pediram a eles para tomar uma água duplamente marcada, um líquido em que o hidrogênio normal e as moléculas de água foram trocados por versões que continham marcadores.  Ao estudar esses elementos mais tarde na urina de uma pessoa, os pesquisadores podem determinar precisamente o gasto energético e a taxa metabólica.

Os pesquisadores reuniram dados por 11 dias, e em seguida, calcularam a atividade física diária, a energia gasta e o metabolismo de repouso dos participantes. Eles então compararam esses números com as mesmas medidas de uma média de homens e mulheres ocidentais.

Há muito tempo se acredita que o estilo de vida caçador-coletor envolve uma considerável atividade física e por isso queima muitas calorias, muito mais que a média diária de um trabalhador americano no escritório. E era verdade, os cientistas determinaram, que os integrantes da tribo Hadza em geral se movem mais que muitos americanos fazem, com os homens andando sete milhas diárias e as mulheres três.

Mas não era correto que eles estavam queimando mais calorias. Na verdade, os cientistas calcularam, que a taxa metabólica média da tribo Hadza, ou o número de calorias que eles estavam queimando durante o dia, era aproximadamente o mesmo que taxa metabólica média dos ocidentais.

A implicação, concluíram os cientistas, é que estilos de vida ativos ou tradicionais podem não proteger contra a obesidade se a dieta mudar para o aumento do consumo calórico. Ou seja, mesmo as pessoas ativas vão acumular peso se eles comerem como a maioria dos ocidentais.

A mensagem implícita e bastante desanimadora dessa descoberta é que a atividade física por si só não fará e não te manterá magro.

A conclusão geral do estudo, que foi publicado na semana passada na revista PLoS One, não é realmente nova ou surpreendente, diz o Dr. Timothy Church, que detém a cadeira John S. McIlhenny Endowed Chair no Health Wisdom no Centro de Pesquisa Biomédica Pennington na Louisiana e que por muito tempo estudou o exercício e o controle de peso. 

"Sabe-se há algum tempo que, caloria por caloria, é mais fácil perder peso com dieta do que com exercício", diz ele.

As pessoas aderem mais facilmente a dietas hipocalóricas do que continuam com exercícios físicos para perda de peso.

E outra revisão fascinante recentemente publicada pelo Dr. Church e outros, vai de certa forma explicar o motivo. O ponto principal: Tal como no estudo Hadza, o metabolismo humano parece ser menos acelerado pela atividade física do que se acreditava.

"Há uma expectativa de que se você se exercita seu metabolismo não vai diminuir à medida que você perca peso ou até mesmo acelere" , diz Diana Thomas, professora de matemática na Monclair State University, em Nova Jersey, que liderou o estudo.

Mas ela diz que uma análise matemática minuciosa de estudos passados sobre exercícios e perda de peso mostra que essa perspectiva otimista é improcedente. Um dos poucos estudos que tinha monitoramento do exercício, da ingestão alimentar e taxas metabólicas descobriu-se que as taxas metabólicas basais dos voluntários caíram à medida que eles perdiam peso, mesmo aqueles que se exercitavam todos os dias. Como resultado, apesar deles estarem queimando até 500 calorias durante uma sessão de exercício, a sua queima calórica diária foi menor do que teria sido se o metabolismo permanecesse o mesmo e eles perderam menos peso do que se esperava.

O problema para aqueles que desejam usar exercícios para queimar gordura é que os cálculos mais atuais sobre exercícios e perda de peso supõem que o metabolismo não se altera ou que até mesmo acelere.

Assim, a Dra. Thomas começou a reajustar as fórmulas de perda peso levando em conta a queda do metabolismo. Usando suas novas fórmulas, ela esta trabalhando com um grupo de voluntários em Pennington, proporcionando a eles previsões melhoradas de quanto peso eles podem perder fazendo exercícios.

As previsões estão se mostrando precisas, diz ela, e embora elas sejam de menor peso do que sob a fórmula antiga, os voluntários estão satisfeitos. “É melhor para satisfazer expectativas mais baixas, ‘’ ela diz, “do que ficar desapontado por você não estar perdendo o peso que supostamente deveria ‘’.

Ela é, talvez, sua melhor propaganda. Nos últimos anos, ela eliminou 70 libras (aproximadamente 32 kg) e, usando suas fórmulas de quantas calorias ela realmente está queimando diariamente graças a uma caminhada diária, não recuperou nenhum peso.

Fonte: NY Times

--

Comentários de Anderson

1) Adianta pouco fazer dieta sem realizar uma calorimetria indireta;

2) Os exercícios aeróbios de fato diminuem o metabolismo, principalmente os realizados de forma contínua, mas também melhoram o gasto calórico total. O problema está em saber fazer a conta para não prejudicar o resultado final (perder peso e aumentar o metabolismo);

3) Exercícios de força (musculação é um bom exemplo) melhoraram ou aumentam o metabolismo e isso é mais importante para perder peso que realizar todos os dias exercícios aeróbios;

4) Pessoas que só praticam exercícios físicos diariamente e pretendem  perder peso, devem buscar ajuda com um nutricionista mesmo antes de se matricularem em uma academia de ginástica;

5) A conclusão é: faça exercícios aeróbios intervalados, faça musculação o máximo que puder, coma sempre de forma organizada e seja magro ou forte para sempre;

Um comentário:

Anônimo disse...

Ótimo estudo.
Tem algum estudo dela à respeito dessa " fórmula"?

Facebook SeuPersonal Twitter SeuPersonal RSS SeuPersonal Mundo Corrida