Blog Seupersonaltrainer.com.br Site Seupersonaltrainer.com.br

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Desistir de exercícios por falta de condicionamento piora a saúde


A inatividade física afeta não apenas a saúde de muitos pacientes obesos, mas também pessoas de peso normal, que trabalham sentadas, pacientes imobilizados por longos períodos após ferimentos ou cirurgias, e mulheres em repouso prolongado durante a gravidez. E parar de praticar exercícios ao primeiro sinal de desconforto pode prejudicar ainda mais o condicionamento. A afirmação é do fisiologista Michael Joyner, da Mayo Clinic (EUA), no artigo publicado este mês do Journal of Physiology.


Quando as pessoas tentam praticar exercícios sem condicionamento, elas podem cansar rapidamente e sentir tonturas ou outro desconforto, então desistem de tentar se exercitar e resolver o problema fica mais difícil.


Segundo Joyner, a ausência prolongada de exercício pode causar a perda do condicionamento, com profundas mudanças estruturais e metabólicas: a frequência cardíaca pode aumentar excessivamente durante a atividade física, ossos e músculos atrofiarem, a resistência física pode diminuir, e volume sanguíneo declinar.

"Eu diria que a inatividade física é a causa raiz de muitos dos problemas comuns que temos", diz Joyner. "Se fôssemos medicá-la, poderíamos desenvolver uma maneira, assim como fizemos para o vício, cigarros e outras coisas, de dar às pessoas tratamentos vitalícios, que se concentrem em modificações comportamentais e atividade física", contou.

Mais ainda em: http://blog.seupersonaltrainer.com.br/2012/10/exercicios-fazem-voce-engordar.html

Ainda segundo Joyner, se inatividade física for tratada como uma condição médica em si ao invés de simplesmente  uma causa ou subproduto de outros males, os médicos podem se conscientizar do valor da prescrição do exercício em carga adequada e de programas de reabilitação que incluem terapia comportamental.

Assista este vídeo: http://blog.seupersonaltrainer.com.br/2012/07/traducao-de-23-and-12-hours-what-is.html

Várias condições médicas crônicas estão associadas à baixa capacidade de se exercitar, incluindo fibromialgia, síndrome da fadiga crônica e síndrome da taquicardia postural ortostática (POTS), uma doença caracterizada por uma frequência cardíaca excessiva e sintomas de gripe quando o paciente fica em pé ou recebe uma determinada carga de exercício. "Muitas vezes, a medicação é prescrita ao invés do exercício progressivo", explica Joyner.

Fonte: Mundo das Tribos

Nenhum comentário:

Facebook SeuPersonal Twitter SeuPersonal RSS SeuPersonal Mundo Corrida