Blog Seupersonaltrainer.com.br Site Seupersonaltrainer.com.br

domingo, 26 de maio de 2013

Razões para não alongar


Por Gretchen Reynolds, traduzido por Renata Souza, revisado por Anderson Brandão

Muitos de nós crescemos ouvindo que devemos nos aquecer com alongamento. Mas, qualquer um que acompanha a ciência esportiva sabe que recentemente vários estudos estão contestando essa ideia. Aliás, pesquisadores descobriram que o alongamento estático pode diminuir a altura dos saltos e velocidades de sprint, sem reduzir as chances de lesões.
Agora, dois novos estudos estão nos dando razões para não alongar.

Um, publicado esse mês no “The Journal of Strenght and Conditioning Research”, concluiu que se você alongar antes de levantar pesos, você pode se achar mais fraco durante o treino. Essas descobertas somam-se a outro estudo novo feito na Croácia, uma reanálise de dados de experimentos anteriores que foram publicados no “The Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports”. Juntos, esses estudos aumentaram o consenso científico que o alongamento antes do exercício é geralmente desnecessário e pode ser contraproducente.

Muitas questões relacionadas a exercício e alongamento permanecem sem respostas. Em especial, não está claro até que ponto, exatamente, exercícios subsequentes são ‘prejudicados’ quando se alonga antes, bem como se todos os tipos de atividades físicas são igualmente afetados.

Para preencher parcialmente essa lacuna, pesquisadores da Universidade de Zagreb começaram a pesquisar experimentos anteriores em que os voluntários alongaram e depois pularam, correram, levantaram pesos ou tiveram suas forças musculares testadas. Os pesquisadores Croatas queriam estudos que tivessem sido usados somente o alongamento estático como método exclusivo de aquecimento.

Os cientistas selecionaram 104 estudos. Eles condensaram os resultados dos estudos, usando cálculos estatísticos sofisticados, determinando quanto o alongamento atrapalha o desempenho subsequente.

Os números, especialmente para atletas de competição, são preocupantes. De acordo com seus cálculos, alongamento estático reduz a força dos músculos alongados em quase 5,5%, esse impacto aumenta em pessoas que alongam por 90 segundos ou mais em cada posição. Enquanto o efeito reduz naqueles que alongam menos de 45 segundos, músculos alongados, são geralmente menos fortes.

Eles também são menos potentes, sendo potência a capacidade do músculo de produzir força durante contrações. Nessa reanálise eles determinaram que a potência muscular diminui quase 2% após o alongamento.

E como resultado, eles descobriram, que o desempenho muscular explosivo também diminui em quase 2,8%. Isso significa que se alguém for largar de um bloco de partida, executar um primeiro serviço no tênis, tentar bloquear um arremesso no basquete ou até mesmo abrir uma distância na maratona, terá um desempenho ruim se alongar primeiro.  O desempenho deles após aquecer com alongamento é provavelmente tão ruim do que não aquecer.

Uma conclusão parecida foi alcançada pelos autores do outro estudo, quando homens jovens e em forma, realizaram agachamento com peso com ou sem o alongamento antes. Os voluntários sustentaram 8,3% menos peso após o alongamento estático. Mas ainda mais interessante, eles também relataram que se sentiram menos estáveis após o alongamento do que quando não alongavam.

Só porque o fato de alongar prejudicar  o desempenho não ser totalmente entendido, embora os autores dos dois novos estudos terem escrito que suspeitam que o problema é que o alongamento faz exatamente o que ele faça. Ele relaxa os músculos e seus tendões. Mas no processo, os tornam menos capazes de armazenar energia e se preparar para ação, como elásticos e shorts velhos.

É claro, que as novas descobertas se aplicam a pessoas que participam de eventos que necessitam de força e potência, mais do que a resistência. Mas “alguns pesquisadores falam a favor” do alongamento estático prejudicam o desempenho de corrida e ciclismo de longa duração, diz o Dr. Markovic.

Mais fundamentalmente, os resultados ressaltam a importância de não se preparar para o exercício se alongando, ele disse. “Nós podemos afirmar que o alongamento estático sozinho não é recomendado como uma forma apropriada de aquecimento”, ele disse. “O aquecimento deve melhorar o desempenho e não piorá-lo”.

A melhor escolha, ele continua, é se aquecer de forma dinâmica, movendo os músculos que serão usados em seu exercício. Isso preparar os músculos de uma forma melhor do que alongando.

Fonte: New York Times

Nenhum comentário:

Facebook SeuPersonal Twitter SeuPersonal RSS SeuPersonal Mundo Corrida