Blog Seupersonaltrainer.com.br Site Seupersonaltrainer.com.br

sexta-feira, 5 de julho de 2013

TREINAMENTO MENTAL: Coloque a Fita!

Por Vanessa de Figueiredo Protásio – psicóloga e especialista em Sport Coach

“Coloque a fita!” Era a deixa gritada por Bob Bowman para Michel Phelps disparar na piscina. Bowman, desde o primeiro dia do relacionamento profissional com Phelps, que começou a nadar quando o atleta tinha 7 anos, reconheceu logo seu físico perfeito para piscina e, mesmo com pouca idade, habilidades que fariam dele um atleta ideal. Nesse momento também percebeu que, para que o atleta fizesse a diferença, trabalharia a melhoria das competências focando em poucos hábitos, mas que o tornasse o nadador mentalmente mais forte na piscina.

Para definir tais hábitos, como é feito pelo Sport Coach, Bowman pesquisou o atleta e descobriu uma série de atitudes que interferiam diretamente em seu comportamento e tratou de atuar em cima delas. Trabalhou para que o atleta conquistasse a mentalidade correta para sentir-se mais calmo e focado, além de usar o recurso da visualização. Ao final de cada treino, Bowman dizia para Phelps ir para casa e assistir a fita de vídeo: “Assista antes de dormir e quando acordar”. Essa fita de vídeo não era real. Era apenas uma visualização mental da prova perfeita.

Essa técnica que Bowman aplicou em Phelps é um treinamento mental eficiente, usado por muitos técnicos de corrida, e acho oportuno compartilhá-la hoje com os atletas que farão os diferentes percursos dentro do evento da Maratona do Rio.

Treinamento Mental

De hoje em diante, atenção total ao seu treino. Perceba as reações de seu corpo. Perceba seu ritmo, sua frequência cardíaca, sua passada, seus pés, seu suor, seu organismo – quando  ele pede reposição de água ou de um energético. Perceba seus pensamentos – tente não devanear muito nos próximos dias de treino - pois quanto mais focado estiver, melhor será o ajuste de imagem do filme. Avalie-se sem julgamentos. Apenas tome ciência sobre si mesmo, pois, desta forma, conseguirá, dia após dia, mais nitidez de sua imagem.

Um recurso que também pode ser usado para facilitar a visualização é o mapa da prova. Sente-se em frente dele. Como num vídeo game, coloque-se no tabuleiro a rodar. Associe as informações do mapa com as imagens reais que tem dos locais por onde está passando. Sinta o ar, sinta o suor escorrendo no rosto, ouça sua respiração, veja como está em boa cadência.

Enxergue-se correndo com aquela satisfação que nos é peculiar e com aquele pensamento que nos faz chegar exatamente aonde queremos chegar, ou seja, na reta final. E se estiver relutante, então vai por mim, inove. Esse caso de Phelps, narrado por Charles Duhhig no livro "Poder do hábito", relata o que foi muito noticiado à época. Com os treinamentos mentais de Bowman, Phelps não só ativou sua resiliência adquirindo equilíbrio e tenacidade para solução de problemas, como conquistou a medalha de ouro mesmo com uma adversidade na final da Olimpíada de Pequim.

Sabe o que aconteceu? Graças também a repetição do filme, o atleta não só decorou o trajeto, como dominou-o, tornando possível, depois de seus óculos se enxerem de água na terceira volta na piscina, ele completar as 18 restantes de olhos fechados, mas totalmente ciente de seus movimentos. Então, vamos treinar? 

Fonte: O Pulso / O Globo

Nenhum comentário:

Facebook SeuPersonal Twitter SeuPersonal RSS SeuPersonal Mundo Corrida